Alfarroba

A alfarroba tornou-se conhecida nos últimos anos apenas como um substituto do chocolate, mas esta vagem sedutoramente doce, tem tanto de conteúdo e sabor, como o mérito de ganhar o seu próprio espaço.  Por isso, podemos afirmar que a história da alfarroba é tão rica, quanto o seu sabor.

Nativa do terreno rochoso do Mediterrâneo, a vagem da alfarroba têm sido usada na preparação de alimentos há milhares de anos. Desde os antigos egípcios aos espanhóis, as alfarrobeiras encontraram o seu caminho numa variedade de culturas, servindo os mais diversos propósitos.

Hoje a Alfarroba é valorizada como um alimento excecional para a saúde, porque, contém uma grande riqueza de minerais como o cobre, o magnésio, o potássio, o manganês e o selénio. É especialmente rica em cálcio e ferro.

A alfarroba é certamente um alimento nutritivo, mas não se pode negar que ela é um sucedâneo do chocolate, só que se encontra dentro de uma vagem, representando esse velho amigo.  Apesar de o sabor da alfarroba ser um pouco diferente do chocolate, transforma-se num substituto ideal, pois, o chocolate é normalmente processado em base alcalina, que pode causar reações alérgicas em pessoas sensíveis. A alfarroba proporciona assim, a quem é alérgico ao chocolate, a oportunidade de poder saborear algumas das sobremesas normais que tradicionalmente são confecionadas com este ingrediente.